terça-feira, 31 de agosto de 2010

"VIVER E AMAR"


Viver junto a natureza é pura paz
Alimenta nossa alma e o amor nos traz
Acendendo dentro de nós a chama da paixão
Que sedentos de desejos perdemos a razão
Descansando sobre a luz do luar
Saboreamos a felicidade de amar.

*Irene Moreira*

A M@myrene agradece o seu voto

Imagem meme

domingo, 29 de agosto de 2010

" Vivendo e aprendendo"


Há momentos na vida que passam rápido demais. A nossa infância, aquela boneca inseparável, o carinho e chamego do papai e da mamãe, as nossas amiguinhas, as brincadeiras que nos divertiam, os passeios pelo parque, as guloseimas - o algodão doce, a pipoca, o sorvete. Tudo era lindo e não havia preocupação com nada. Éramos a pura inocência com sede de viver, sede de aprender, sede de amar, sede de sonhar, sede de saber sempre mais.
 
A cada passo era natural cometermos erros, sentirmos medo do desconhecido, não escutarmos  os tantos conselhos recebidos e acabarmos  nos machucando. Entre choros e pedidos de desculpas vamos aprendendo a respeitar e aceitar o que os mais velhos nos ensinam. 
Vamos crescendo vivendo um aprendizado constante - passamos da fase de criança e chegamos na adolescência onde somos uma fortaleza, criamos as nossas próprias opiniões. É um período que estamos numa constante busca, a procura pela nossa identidade pessoal, curtindo nossos amigos -  a nossa turma  - e nossas atitudes são vigiadas constantemente pelos nossos pais que procuram manter um diálogo nos ensinando o caminho correto a seguir.
Hoje em dia os jovens desfrutam de tecnologias, que exercem neles um enorme fascínio fornecendo um conhecimento que ajuda no aprendizado para a vida. 
O querer a nossa liberdade, a  independência, pode nos levar a cometer erros que muitas vezes não tem volta. Todo o alicerce está no  apoio de nossa família sendo um exemplo de vida que nos  leva a trilhar caminhos que nos levarão a conquistar nosso espaço.
  
Com a necessidade de nossos pais trabalharem passamos essa fase sendo cuidados pelos nossos avós,  ou pelo colégio em tempo integral, ou até pela secretária da casa. Entre crises de abandono, raiva, rebeldia, proibições vamos vivendo e com o passar dos anos vamos compreendendo as armadilhas que a vida nos prepara.

Encerramos ciclos, fechamos portas, deixando para trás momentos, sentimentos e até pessoas que passam a fazer parte de um passado. Precisamos seguir em frente para não perder a alegria e o sentido das novas fases que fazem parte do nosso viver. A vida é um jogo e ninguém usa cartas marcadas o que nos leva a ganhar algumas vezes ou a perdermos de fato. Nada e ninguém é insubstituível e temos que seguir a lei natural da vida seguindo entre erros e acertos, mas sabendo que o  importante é aprender para viver.

Todos cometemos erros , seja por falta de conhecimento, seja por desatenção e com isso podemos magoar pessoas que nos são muito queridas, que nos completam que são a nossa vida. A vida é um eterno e longo aprendizado.

Pra evitarmos errar é preciso um amadurecimento, um crescimento interior que é uma das coisas mais preciosas para o ser humano. Temos que estar dispostos a um aprendizado constante necessário para viver.

*Escrito por Irene Moreira*

 ''E numa louca corrida entregarei meu ser ao ser tempo e a minha voz á doce voz do vento. Despojado do que já não há, solto no vazio do que ainda não veio. Minha boca cantará cantos de alivio pelo que se foi, cantos de espera pelo que há de vir..."
(Caio F.)

Participação para 40a. Edição - Vivendo e Aprendendo


A M@myrene agradece o seu voto

Imagens google

sábado, 28 de agosto de 2010

"O INTERNATO"





Peguei o telefone e disquei. Meu coração martelava enquanto a ligação era completada ansiosa em querer saber quem iria atender.
Como gostaria que fosse a mamãe, pois estava com muitas saudades e também preocupada pelo seu silêncio, por falta de notícias. A mamãe por mais que estivesse com sua vida super ocupada com os compromissos sociais ela nunca deixaria de me ligar, de responder aos meus emails, de dizer um oi pelo menos. Havia terminado o ano letivo e a maioria dos alunos foi passar as férias em casa e eu estava ali na expectativa de um contato para que pudesse ir para casa também.

Estava entregue a esses pensamentos que até me esqueci da ligação e me assustei quando uma voz estranha atendeu e fui logo falando:
- Alô quem está falando? Aqui é Raquel, filha da Rose ela está?
- É a menina Raquel que está falando? Aqui é a Maria José, a governanta e a sua mãe não está. Ela está hospitalizada fazendo um tratamento, mas está tudo bem. Quer deixar algum recado?
Fiquei muito assustada e queria saber o que estava acontecendo. Pedi a Maria José que avisasse que eu tinha ligado, que falasse ao meu padrasto para me mandar uma passagem para eu voltar e ficar do lado de minha mãe.

Essa notícia me deixou transtornada que até deixei cair o telefone. Sabia que algo estranho estava acontecendo e me sentia tão abandonada, presa naquele Internato em Londres, longe de todos e num mundo onde a única coisa que tinha que fazer era estudar, ler meus livros e, nas horas que era permitido, usar o computador.

Desde que papai havia falecido a minha vida mudou muito. A mamãe teve que assumir a empresa e já não sobrava muito tempo para mim. Depois de dois anos ela conheceu o meu padrasto, grande empresário também, e aí que minha vida virou do avesso.

Iniciando a minha fase de adolescente tudo ficava complicado e sempre estavam me proibindo disso e daquilo. Também reconheço que tenho o meu lado rebelde o que fez com que decidissem me colocarem num Colégio Interno no exterior, onde me dedicaria aos estudos, aprenderia a viver socialmente e ainda estaria nominando outro idioma.

Agora estava ali preocupada com a mamãe, com um medo enorme de perdê-la também e ficar sozinha no mundo. Passei dois dias que não dormia e nem comia direito e já havia falado com a Coordenadora que ficou de falar com meu padrasto.

Para minha surpresa uma semana depois o meu padrasto estava pessoalmente lá no Internato e tinha vindo me buscar. Fiquei assustada e perguntei logo pela mamãe. Ele falou que mamãe estava com câncer no seio, mas que estava melhor e se recuperando.

Concordou que era melhor eu estar do lado dela, pois perguntava por mim a todo instante, e eu estando por perto seria um remédio melhor que qualquer outro. Falou que a medicina estava avançada nesse tratamento e que tinha sido visto na fase inicial e agora era só a parte de quimioterapia o que maltratava muito, mas que em breve estaria curada.

Abracei o meu padrasto pela primeira vez, agradeci por ele ter vindo me buscar e pedi para que não precisasse voltar para o Internato. Estaria completando dezoito anos e queria estudar no Brasil, seguir uma carreira administrativa e trabalhar na empresa com minha mãe.
Deu um sorriso meio tímido e respondeu:
- Podemos pensar nisso mais para frente. Agora vamos cuidar de sua mãe Ok?
- Ok Pai, vamos cuidar da mamãe primeiro e depois voltamos a falar sobre isso.

Seguimos a viagem juntos onde comecei a conhecê-lo melhor e a enxergar melhor a vida.



*Escrito por Irene Moreira*
Participação para 11a. Edição - Projeto In Verbis

"A verdadeira felicidade está na própria casa, entre as alegrias da família."
(Léon Tolstoi)
A verdadeira família é aquela unida pelo espírito e não pelo sangue.
(Luiz Gasparetto)

A M@myrene agradece o seu voto

Imagem Google

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

"JOVENS APAIXONADOS"



Jovens apaixonados aproveitam o silêncio do terraço
Beijam-se sem medos entregues as fantasias e sonhos
Simplesmente vivem o presente nesse momento
Nada importa se tem limites para tantos desejos.

Jovens apaixonados vivem momentos de amor
Sentem o sangue ferver e o coração disparar
A vida parece sorrir e com o tempo brincar
A alma dança no balanço suave do amor.

Jovens apaixonados correm contra o tempo
Aproveitam cada minuto sozinhos
Porque daqui há pouco uma voz ao vento
Surgirá no meio de seus caminhos.

Jovens apaixonados voltarão a se encontrar
Unindo suas bocas e seus corpos ardentes
Transbordando esse forte desejo de amar.
Unindo este sentimento dentro de seus corações .

*Escrito por Irene Moreira"
Participação para a 31a. Edição Visual

"O mais puro dos sabores se desfaz quando estamos apaixonados!"
(Marcilio bezerra Cruz )

A M@myrene agradece o seu voto
Imagens google 

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

" HOJE É O SEU ANIVERSÁRIO"




Jovem filho que veio ao mundo para me fazer feliz
O dia de hoje é especial, é o dia do seu aniversário
Realize todos os seus sonhos é o que te desejo
Garra e dinamismo seja o leme de suas conquistas
E que siga seu caminho com saúde, felicidade e sucesso.

Lute sempre de cabeça erguida e com justiça
Um brinde cheio de amor em comemoração a este dia
Iniciando a sua vida caminhando com seus próprios passos
Zelo para que Deus te ampare e proteja  em todos os momentos.


Feliz aniversário, filho

Olá filho! Hoje eu gostaria de homenagear você, porque hoje é o seu aniversário... Na verdade eu queria que você soubesse como esse dia é importante pra mim, é como se neste dia, eu tivesse conquistado um grande prêmio no passado.


É como se neste dia eu tivesse realmente conseguido mostrar ao mundo porque tenho tanto orgulho de você.

É, realmente você é o nosso maior troféu - quando você chegou a nossa vida se transformou, ficou mais leve, mais gostosa, com novo ideal, parece até que havia tomado o rumo certo.

Por isso filho, eu quero te homenagear e até preciso pedir desculpas por me realizar em você.
Às vezes quando discutimos, por motivo bobo e você reage, parece até que estou me vendo, bem mais nova. Que bom saber que você sou eu, que vou continuar aqui mais tempo.

Parabéns Filho!!! Desculpe a minha corujice, mas você é o maior filho do mundo.

Eu Amo Você.
 M@myrene agradece seu voto

Imagens google / belas mensagens

sábado, 21 de agosto de 2010

"vamos morar numa casa no campo."




Olha que linda casinha toda decorada
Nas janelas lindas cortinas brancas
Lá fora os campos verdes e perfumados
Os pássaros nos galhos das árvores.

Decoramos a sala com sofás e poltronas
Cobertos com lindas mantas e almofadas
E ao centro um mesinha sobre um tapete
Lugar para relaxar e aliviar a mente.

Embalados pelo canto dos passarinhos
Dançamos no compasso dessa melodia
Fazemos amor no calor do nosso ninho
No prazer dos acordes das cachoeiras.

Entre o verde,as flores e as borboletas
Vivemos felizes em nossa casa de campo
Sentindo o cheirinho gostoso de terra
Trazendo momentos de tanta paz e harmonia.

*Escrito por Irene Moreira*


Participação Edição Poema
Tema Livre - Projeto Bloínquês


* Nos campos da vida* ( Poetrix)
"Nos campos da vida quando a batalha
for travada, lute pelo amor,
nas mãos, leve uma rosa
ao em vez de empunhar uma espada."
(José Aparecido Botacino)


Quero uma casa no campo,
Um campo com jardins
Onde colho nossas rosas
E escuto querubins.



Quero almofadas pelo chão
E meu amor no seu colchão.
Quero flores nas janelas
Com jantar a luz de velas.



Quero vinho, quero amores
Quero teu gosto com sabores.
E no final da tarde...
Quero seu café, e seu
Beijo molhado com sabor
De pecado”
(Pedro Lage)


Imagens google

terça-feira, 17 de agosto de 2010

"Uma data inesquecível..."


Existem momentos em nossas vidas que se eternizam e um dos mais sublimes é o momento de ser mãe. É uma data inesquecível e quando vai chegando a data de aniversário de seu filho , não importando quantos anos estará fazendo, vem a nossa lembrança, sem perder um detalhe, daquele dia tão celestial.

Passeando pela blogosfera parei no site da Marcia Fernandes e encontrei uma postagem que conseguiu expressar tão lindamente esse sentimento e transcrevo uma parte para que vejam como é tão gratificante ser mãe.

"Só quem é mãe sabe o que esse sentimento representa. Ser mãe é algo de Deus, sem explicação, algo intangível, um sentimento eterno e sem limites do mais puro amor que possa existir nesse mundo.


Ser mãe começa já na gravidez. Quando chega a notícia, sua vida já muda por completo de forma instantânea. De uma hora para outra, você passa a viver por dois, a pensar incessantemente naquele serzinho totalmente dependente que está dentro de você.


Ser mãe é ter registrado pra sempre na memória o momento do primeiro choro do bebê, o cheirinho dele, o toque, a vinda dele ao mundo, a emoção do nascimento.


Ser mãe é nunca esquecer o primeiro movimento do bebê dentro da barriga.


Ser mãe é ter um prazer indescritível em alimentá-lo, em sentir aquela pequena boca sugando seu leite.


Ser mãe é zelar pelo sono de seu filho, sem conseguir evitar que seu pensamento projete o futuro dele.


Ser mãe é passar noites em claro das cólicas às baladas. É repartir alegrias e sofrimentos, é tentar entender cada sorriso e cada lágrima sem deixar um minuto de sentir a angustia por uma doença ou a alegria com o primeiro gol na aula de futebol.


Ser mãe é acompanhar e ajudar no crescimento daqueles que queríamos que não crescessem nunca. É saber dar presentes e também deixar de castigo.


Ser mãe é se orgulhar e se apaixonar por cada peculiaridade de um filho, amando-o de maneira única e incondicional. É achar semelhanças entre você e o seu filho adotivo.


É querer proteger aquele “serzinho” sempre, mesmo depois de anos ensinando-o a se virar sozinho.


Ser mãe é ver de perto cada passo dado, é vibrar com as conquistas e saber incentivar depois de qualquer derrota, é partilhar sempre.


Ser mãe é não deixar de pensar nunca, é se preocupar em período integral, é olhar para um acidente sempre com o coração na mão, pensando que poderia ter sido seu filho.


Ser mãe é nunca entender e nem aceitar a dor da perda de um filho. É dar a vida por ele, mesmo querendo ser eterna para nunca deixá-lo só.


Ser mãe á amar quem ama o seu filho, é se apaixonar pelo pai dele como se fosse outro homem a cada cuidado que ele demonstra.


Ser mãe é não ter medo do ridículo, é se jogar de corpo e alma, é não se importar em se sujar ou em andar totalmente desalinhada.


Ser mãe é renascer, é ter mais de uma vida depois que se tem um filho.


Ser mãe é ter medo de tudo que é novo para seu filho. É não querer que outra pessoa o magoe, é ter sofrer com a sua primeira perda, é rezar até ele voltar a primeira vez que sai de casa.


Ser mãe é sentir prazer e alegria acima de qualquer tristeza, angustia ou aflição pelas quais passamos, é aguardar ansiosamente para sentir tudo isso de novo.


Enfim, ser mãe é ser muitas."

sábado, 14 de agosto de 2010

"Um sábado cheio de festas - Parabéns aos Aniversariantes"

Iniciei o dia comemorando o aniversário da minha Ná do blog Na Casa do Rau . Só que a festa começou no blog Sempre Jovens que preparou uma homenagem lindíssima que poderão ver clicando AQUI.

Preparei esta lembrança para a amiga Ná que ofereço com todo o amor e carinho como um presente pelo seu aniversário.


"O ser feliz está sempre em nossas mãos. O surgir de cada dia vem sempre com nova mensagem de esperança". Feliz Aniversário.

__________________________________

Para minha surpresa quando chego no Sempre Jovens para participar da homenagem da amiga Ná fico sabendo que o amigo Luis do blog A Tulha do Atilio está comemorando seu aniversário de casamento e claro não poderia deixar passar em branco sem fazer um brinde a Felicidade do casal.


Parabéns amigo Luis e muitas felicidades.
É com alegria que cumprimento o casal pela passagem de seu aniversário de casamento e ofereço este selinho de lembrança. Parabéns!
________________________________

Por último terminei na festa do blog Wallarte da amiga Waléria que comemora 2 anos nos mostrando a história e a beleza da arte.



Façam uma visita para conhecerem e peguem o selinho comemorativo dos  2  anos e saibam um pouquinho sobre a história desta artista ou melhor dizendo a "Dama de Espada"






Este é um selinho que representa um pouquinho da M@myrene com toda a arte que do blog Wallarte.
"Que o dia de hoje seja cheio de lembranças felizes do passado... e grandes esperanças para o futuro. Feliz Aniversário!"


____________________________


Parabéns meus amigos desejo muitas felicidades

Beijos

"Despedidas são difíceis"

Entrei no carro dei a partida e nem olhei para trás para que o meu filho não percebesse que os meus olhos estavam cheios de lágrimas. Não queria que ele seguisse sua viagem com essa imagem de tristeza.


Estava muito feliz, pois estava indo para o Canadá onde tinha sido escolhido para ocupar uma vaga numa das filiais da empresa que trabalhava já há alguns anos.

Sabia que esse momento chegaria e que um dia ele partiria seguindo o seu caminho e só restaria para nós, seus pais, as lembranças dos momentos que vivemos juntos e as saudades que ficariam pela sua ausência.

Todas as despedidas são difíceis e nos abraçamos milhares de vezes como se nunca mais fôssemos nos ver.

Tudo na vida tem um preço e temos que aceitar as escolhas que nossos filhos fazem e ensiná-los, de saberem arcar com as conseqüências de suas decisões e, a pior parte é a de saberem viver e estarem longe de sua família.

Apesar da distância temos a felicidade de contar com a facilidade que a era da tecnologia nos proporciona. Podemos conversar, nos ver, saber de todas as novidades, poder orientar quando preciso, mas o que todos esses meios virtuais não permitem é poder tocar, abraçar, acariciar, beijar, sentir seu calor, fazer aqueles quitutes gostosos, poder estar presente.

Temos que saber também que todas essas facilidades existem, mas não cabe a nós fazer disso uma obrigação porque os filhos seguem seu rumo, vivem seus momentos e poucos serão os momentos que estarão disponíveis para nos dar atenção.

Gostaria de terminar o que aqui escrevo desejando um mundo de felicidades e muita coisa boa, mas confesso que não consigo deixar de sentir saudade. Sei que ele estará bem e estamos felizes por isso, mas nessas horas é muito ruim saber que estará longe.

*Escrito por Irene Moreira*
"Não chore nas despedidas, pois elas constituem formalidades obrigatórias para que se possa viver uma das mais singulares emoções da vida: O reencontro." (Richard Bach)


Participação para 99a. Semana - Tema Despedidas
Projeto  Blorkutando


Participação da 9a. Edição - Projeto Inverbis

Participação da 10a. Edição Imagem com frase







s  google

"A ESTAÇÃO"


Sem saber que rumo seguir ele estava ali naquela estação de metrô, de mãos dadas com seu único filho, com o coração aos prantos e esmagado de tanta que era a dor que sentia naquele momento.

A tristeza tomara conta dele ao saber da perda de seu grande amor que não resistira à maligna doença. Doença de tamanha força que se alastrara cruelmente levando a mulher da sua vida, o ser que mais amara, deste mundo para sempre.

Procurava ser forte para que seu filho não percebesse o quanto estava sofrendo por não poder ver mais a sua mãe. Sabia que ele, apesar de tão pequenino, estava um pouco assustado e ainda não conseguia entender porque o anjinho da guarda teve que levá-la tão depressa.

Agora tinha a dupla responsabilidade de ser pai e mãe daquele que foi o fruto de seu amor, o único elo que ficou como prova viva para lembrar eternamente da linda esposa.

Ainda meio atordoado por todos os procedimentos que teve que estar à frente, avisando aos parentes, cuidando do velório, do enterro, parecia estar saindo daquele pesadelo e clareando as suas idéias.

Juntando todas as suas forças foi retornando a realidade e havia decidido passar um tempo na casa de seus pais. Havia pedido uma licença no trabalho e agora queria organizar a sua vida, mas na certeza de viver sempre ao lado de seu filho. Seus pais moravam a quatro estações de sua casa e precisava muito da orientação, do apoio e do carinho deles.

Sabia que com o tempo a vida voltaria a sua rotina de sempre, mas só que agora não teria mais a sua deusa lhe esperando de braços abertos, toda sorridente, ficaria ali somente a sua lembrança. Teria sim o seu filho lhe esperando em casa precisando da sua ajuda, do seu apoio, do seu amor e isso levaria a sério enquanto vivesse. Faria de seu filho um homem íntegro, responsável, certo e justo em suas atitudes, ajudando a trilhar os seus caminhos na busca de suas conquistas, de seu espaço neste mundo. Sabe que chegará o dia em que ele seguirá sua própria vida, percorrendo seus caminhos, fazendo suas escolhas, construindo sua própria família e então o seu pai perceberá que nada do que viveu foi em vão, que conseguiu transmitir sua essência, cumpriu sua missão e cabe agora a ele prosseguir.

Assim é a vida ela nos prepara várias armadilhas, umas conseguimos escapar e outras estão marcadas e traçadas em nosso destino. Amparados pelos ensinamentos de nossos pais conseguimos seguir em frente cumprindo a nossa missão que passará de gerações em gerações.

*Escrito por Irene Moreira*

Participação para a 28a. Edição Visual do Projeto Bloínquês
É a primeira participação da M@myrene neste projeto. Sempre tive vontade, mas os prazos não coincidem com o meu tempo disponível e pode ser até que não o aceitem,mas mesmo assim já foi gratificante.

"O mundo é uma escola necessária a todos nós e a matrícula quem faz é papai do céu.
A matéria predileta nós a escolhemos, todavia não podemos deixar de passar por todas as provas."  (Nrmauric)

Imagens google

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

"TALVEZ . . . "



"TALVEZ eu venha a envelhecer rápido demais, mas lutarei para que cada dia tenha valido a pena.

TALVEZ eu sofra inúmeras desilusões no decorrer da minha vida, mas farei com que elas percam total importância diante dos inúmeros gestos de amor que encontrei.

TALVEZ eu não tenha forças para realizar todos os meus ideais, mas jamais irei me considerar uma derrotada.

TALVEZ em algum instante eu sofra uma terrível queda, mas não ficarei por muito tempo olhando para o chão.

TALVEZ um dia de sol deixe de brilhar, então irei me banhar na chuva.

TALVEZ um dia eu sofra alguma injustiça, mas jamais assumirei o papel de vítima.

TALVEZ eu tenha que enfrentar inimigos, mas terei humildade para aceitar as mãos que se estenderem em minha direção.

TALVEZ numa dessas noites frias eu derrame muitas lágrimas, mas não terei vergonha por esse gesto nobre.

TALVEZ eu seja enganada inúmeras vezes, mas não deixarei de acreditar que alguém merece minha confiança.

TALVEZ, com o passar do tempo, eu perceba que cometi grandes erros, mas não desistirei de continuar trilhando meu caminho.

TALVEZ eu perca grandes amizades, mas irei aprender que aqueles que realmente são meus amigos nunca estarão perdidos e sem amparo.

TALVEZ algumas pessoas queiram o meu mal, mas continuarei plantando a semente da fraternidade por onde eu passar.

TALVEZ eu fique triste ao concluir que não consigo seguir o ritmo de uma música, mas, então, farei com que a música siga o compasso dos meus passos.

TALVEZ eu nunca consiga enxergar o arco-íris, mas aprenderei a desenhar um, nem que seja dentro do meu coração.

TALVEZ hoje eu me sinta fraca, mas amanhã irei recomeçar nem que seja de uma maneira diferente.

TALVEZ eu não aprenda todas as lições necessárias, mas terei consciência de que os verdadeiros ensinamentos já estão gravados em minha alma.

TALVEZ a vontade de abandonar tudo torne-se a minha companheira, mas, em vez de fugir, correrei atrás do que almejo.

TALVEZ eu não seja exatamente quem eu gostaria de ser, mas passarei a admirar a pessoa boa que me tornei.

Porque no final não haverá nenhum TALVEZ e sim, a certeza de que minha vida valeu a pena e eu fiz o meu melhor....



Como eu já dizia: Quem se define apenas se limita!!!!!!"






Imagens google
Texto pensador _Anônimo

sábado, 7 de agosto de 2010

"Pai como eu preciso de você"


Vou lhe contar tudo o que eu nunca disse, pai quando você podia me ouvir e eu podia lhe ver. Preciso muito dizer que você foi sempre o meu ombro amigo, aquele que nunca deixou de me ouvir não importando que assunto fosse, sempre tinhas uma palavra de consolo, um apoio se merecesse ou até uma orientação se estivesse errada, mas estavas lá sempre quando precisava. Meu pai tenho que lhe dizer que eu lhe amava de mais, muito mesmo e agora que não tenho mais você percebo que nunca disse um “Eu te amo” enquanto estavas aqui bem juntinho de mim, podendo enxugar minhas lágrimas, me abraçar tão gostoso. Hoje que  não estás mais nesta terra vejo o quanto eras importante em minha vida e que quantas vezes precisei tanto de você e tive que me calar.Queria poder voltar a falar novamente sem parar.


-Pai como eu preciso de você, de ouvir novamente sua voz, sentir seu cheiro, ser abraçada bem forte... ah como tenho tanta saudade de você meu pai!
- Pai será que você pode me ouvir daí de cima?

Sei que agora já é tarde demais e já não tenho mais você do meu lado e isso só me faz sentir um aperto no coração, uma vontade imensa de chorar... Choro tanto que já não consigo mais enxergar o que estou escrevendo.

Meu pai me sinto tão só neste mundo e as poucas pessoas que poderiam me ouvir não me compreendem, não ligam para os meus problemas, acham que é bobagem e que o que sinto é passageiro e me deixam falando sozinha. Fico ali olhando para as paredes imaginando que, de repente, como num passe de mágica, pudesses surgir de mãos dadas com a mamãe. Seria tão bom que isso fosse verdade. Como tenho tantas saudades de ser aquela filhinha do coração, aquela princesa que vivia num conto de fadas cercada de tanto amor. Eh!!! era bom demais... Quanta saudade!!!

Enxugo minhas lágrimas, respiro fundo, volto ao mundo real e agradeço a Deus por poder viver de tão boas recordações, criar coragem para seguir em frente, continuando a caminhar por esta estrada da vida que nos guia e nos ensina a cada passo.

Obrigado meu pai pelo seu amor, por tudo que fizestes por mim. Obrigado meu pai por tudo que sou hoje e quero lhe dizer, mais uma vez, que sempre o amarei seja em que lugar estiver.

* Escrito por Irene Moreira*


8a. Edição Especial - Dia dos Pais   
Projeto In Verbis
9a, Edição - Foto
3º LUGAR
Projeto OAPSS 






Imagens Google

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails