terça-feira, 31 de maio de 2011

" UM CAPITALISTA SEMPRE É UM BOM CONSUMISTA "

Como boa capitalista não posso ficar imune ao maravilhoso prazer de ser uma boa consumista, mas procurando não fazer exageros. Posso me considerar uma pessoa equilibrada, mas como qualquer ser humano, de vez em quando, cometo algumas loucuras.

O que faz você comprar muitas coisas sem precisar, cometer essas loucuras não são só as artimanhas da propaganda, mas as facilidades que temos.

O mundo lhe oferece as tecnologias e todos procuram ter acesso a elas. A Internet é uma delas que é largamente usada e com acesso as redes sociais.

“A internet é uma mídia, na verdade uma multimídia, nela recebemos informações, achamos praticamente tudo que buscamos, mas também somos induzidos pelas propagandas, elas tem grande poder sobre nós, como qualquer outra mídia.“

Temos as facilidades dos cartões de créditos disponibilizados pelos bancos e financeiras.

“Vivemos em um mundo capitalista onde tudo está em torno do dinheiro. Valor no bolso e na vida social das pessoas trás o luxo, o status, ele é o passaporte para suprir nossas necessidades, nossos prazeres, nosso consumismo.”

O que mais me impressiona é que os valores dos produtos são únicos tanto para você pagar com cartão de crédito como à vista. Quando vai pedir algum desconto para pagar “cash” simplesmente não tem.

Usar cartão de crédito também nos traz muitas vantagens como acúmulo de milhas, promoções diversas, mas isso tudo só é válido desde que pague dentro do vencimento porque se deixar atrasar aí a coisa vira uma bola de neve. Juros em cima de juros que tem que ter muito jogo de cintura e paciência para conseguir quitar a sua dívida sem pagar um preço exorbitante.


Entramos agora no mês de junho com a comemoração do dia dos namorados, as festas juninas onde o comércio já começa a expor os seus produtos para o deleite do consumidor. E assim caminhamos por este mundo capitalista que nos consome e procuramos ser felizes da melhor maneira possível.



"O problema não está em consumir, consumir é sobreviver, mas em colocar o consumo em primeiro lugar. Isso sim é ser fútil. “(Sergio Fajardo)

* * * * * * *




Esta é a minha contribuição para a Coletiva sobre Capitalismo proposta pela Vanessa Anacleto do blog Fio de Ariadne. Um tema que sempre se tem o que contar nos dias de hoje. E o melhor de tudo é que ainda concorro a um exemplar do livro Capitalismo Parasitário. Uma idéia que comprei sem parar para pensar.


Sempre deixo para o último dia e isso já está virando um hábito.
Tenho que saber administrar melhor o meu tempo.
Imagens google

segunda-feira, 30 de maio de 2011

" A Estação de Trem "

O meu conto A Estação de Trem foi um dos selecionados no    Concurso Conto Vidas  promovido pela Elaine Gaspareto do blog Um Pouco de mim.





Cheguei à estação de trem e fico sabendo que houve um acidente. Vou ter que esperar os trens voltarem a funcionar para poder ir para casa. Olho para o lado e vejo um banco onde está sentado um senhor quase fechando os olhos.

Trabalhei muito hoje naquela loja, passei o dia todo em pé que tive que tirar os sapatos e colocar estas sandálias para aguentar a caminhada de volta para casa. Agora não adianta ficar reclamando e o que me resta é aproveitar para descansar um pouco sentada ao lado deste senhor, que também deve ter tido um dia cansativo.
           
                     ... continue a ler aqui 




sábado, 28 de maio de 2011

" MEDO DE CRIANÇA"

Como posso olhar para as “crianças” dessa imagem e sentir pena, chamar de coitados, de abandonados, de largados neste mundo a própria sorte, entregues ao vício, a malandragem, se o que mais sinto é medo?

Medo sim de ver essas “crianças” te cercarem chamando de tia e, com a maior normalidade, te espetarem uma gilete nas costas e levarem a sua bolsa, seu relógio - não importa – que levem tudo, mas que me deixem em paz.

Como posso chamar de criança a essas criaturas que agem como adultos e a maestria dos mais perigosos dos marginais?

Como posso chamar de criança a esses pequenos seres que vendem a própria alma por um pedaço de “veneno” que os destrói a cada dia?

Desculpem se as palavras que aqui escrevo possam estar parecendo que sou uma mulher fria, cruel, injusta e com um coração de pedra, mas não sou. Sou uma mulher sensível, justa, amiga, super mãe e esposa que foi educada nos princípios que primam pelo amor ao próximo, pela educação e respeito às crianças e aos mais velhos.

Uma educação que não me preparou para criar defesas contra a marginalidade que foi surgindo e usando como armas as inocentes crianças que hoje transbordam as ruas e assombram a todos.

Educados para um mundo que hoje não existe mais e agredidos por uma violência que não sabemos nos defender. Violência essa que nos leva, sem mais nem menos, a sermos acometidos pelo “medo” em forma de síndrome que surge sem pedir.

Com muito amor da família, apoio médico e psicológico vamos aprendendo a controlar, a conviver, a nos defender, a evitar, mas “ele” continua mesmo que pequenino, continua em forma de sombra em nossa vida.

Como gostaria muito de ter a solução para abraçar essas “crianças” e transformá-las em crianças de verdade que pudessem ter uma família para amar, um lar para morar, uma escola para estudar, amigos para brincar e crescerem vendo um mundo cheio de vida e cores mostrando a sua frente um grandioso futuro.

Gostaria muito, mas essa solução não pode partir da vontade de um cidadão indefeso, e mesmo de um grupo despreparado. Existem muitas comunidades que hoje atuam num lindo trabalho de recuperação, mas poucos são os que conseguem se salvar.

Muitos trabalhos que começam a ser feito desde cedo nas escolas, nas comunidades tem já dado um resultado melhor ocupando os menores com atividades esportivas, educacionais, enfim procurando aliviar um pouco essa triste realidade.


Irene Moreira
6ª Edição Sentimento
texto já postado anteriormente
imagem Net

terça-feira, 24 de maio de 2011

" Livro da Vida "


Entre a consciência e o sonho, me deparei com uma grande porta.


Ao me aproximar,
- Ninguém pode entrar nesta sala.
Aqui estão guardados os "Livros da Vida".
Aquele que conseguir passar por esta porta poderá ter acesso
ao seu livro e modificá-lo ao seu gosto.
Minha curiosidade era grande!
Afinal, poderia escolher o meu destino.
Insisti muito e o guardião resolveu ceder:
- Está bem. Dou-lhe cinco minutos, e nem mais um segundo.
Eu nem podia acreditar!
Poderia apagar e acrescentar o que eu quisesse no "Livro da Minha Vida".
Entrei e a primeira coisa que vi foi o Livro da Vida do meu pior inimigo.
Não agüentei de curiosidade.
O que será que estava escrito no Livro da Vida dele?
O que será que o destino reservava para aquela pessoa que eu não suportava?
Abri o livro e comecei a ler.
Não me conformei...
Verifiquei que sua vida lhe reservava muita coisa boa e não tive dúvidas!
Apaguei as coisas boas e reescrevi o seu destino com uma porção de coisas ruins.
Logo vi outro livro...
Era de outra pessoa que eu não gostava.
Fiz a mesma coisa...
De repente me deparei com meu próprio livro!
Nem acreditei.
Este era o momento...
Cinco minutos eram mais do que suficientes para que eu pudesse
decidir o resto da minha vida...
percebi um guardião, que me disse:
Iria mudar meu destino,
apagaria todas as coisas ruins e reescreveria só coisas boas.
Seria a pessoa mais feliz do mundo!
Quando peguei o livro, eis que alguém bateu no meu ombro:
- Seu tempo acabou! Pode sair.
Fiquei atônito!
- Mas eu nem tive tempo de ver o meu livro!!!
- Pois é, disse o guardião.
Eu lhe dei cinco minutos preciosos e você poderia ter modificado o seu livro,
mas só se preocupou com a vida dos outros e não teve tempo de ver a sua.
Abaixei minha cabeça, cobri minha face com as mãos...
E saí da sala...




mensagem daqui

domingo, 22 de maio de 2011

" Sábado feliz com a chegada da Elaine Gaspareto"

      

Sábado Feliz

Manhã de sábado super linda. O Sol nascendo na janela e eu ainda naquela preguiça gostosa depois de um super café na companhia do meu velhote.  Sábado com feijoada na casa do sobrinho onde junta toda a família e tudo é felicidade.

Toca o interfone e quando atendo o porteiro diz:
- Tem algo aqui pra senhora  vim receber.
- Você não pode receber? Ainda perguntei.
- Não a senhora tem que vim aqui.

E lá fui eu curiosa para saber quem me esperava lá na Portaria. Que alegria ao ver que quem estava lá era a minha amiga Elaine Gaspareto, ou melhor, era um pouquinho dela que acabara de chegar.

Muito linda num vestido vermelho de bolinhas brancas que amei. Para completar veio acompanhada de lindos acessórios . O que mais me emocionou, que até chorei como uma criança, foi que que ganhei o seu coração. 

Passei um sábado feliz me sentindo como uma adolescente em dia de festa. Chegando ao final do dia estava exauta que não consegui nem  visitar meus amigos virtureais e fui direto para os braços do Morfeu.

Tive lindos sonhos onde me via passeando num lindo jardim toda feliz e vaidosa com meu vestido vermelho de bolinhas brancas.  Ah e também é claro com o meu inseparável chapéu.
 
Um momento desse merece uma história em forma de agradecimento por tanto carinho e amor. Como uma Top Comentarista 5 nao podia deixar passar em branco.

Tirei umas fotos dos mimos que ganhei para que possam compartilhar da minha felicidade.

Muito linda a caixinha. Elaine amei demais!

Olha os mimos que ganhei! A necessaire já está na minha bolsa
 e as minhas unhas vão ficar demais com esses esmaltes.

Esse é o bilhetinho cheio de palavras carinhosas da amiga Elaine.
Junto com ele veio um sabonete cheiroso que ela usa  e o seu coração.
   
Um cafézinho é sempre bom depois de tanta emoção. Servidos?

E agora "vamobora" conhecer a Elaine Gaspareto ? Vamos lá comigo visitar " Um pouco de mim" que vão amar.


Bem eu vou aproveitar para colocar os meus comentários em dia porque tenho que estar lá naquela listinha de Top comentarista para ficar feliz.





E aproveitem para saberem tudo sobre  o Concurso Conto Vidas  e acompanharem todos os contos selecionandos que farão parte de um livro.

O meu conto foi um dos selecionados e será postado aqui no dia 28/05/2011.  Conto com seu comentário.



sexta-feira, 20 de maio de 2011

" O Medo de errar "


Nos meus tempos de menina vivia sempre preocupada em fazer as coisas certas para não ter que ficar de castigo.

Na escola tinha que tirar boas notas para conseguir as coisas que queria. Chegava ao final do mês já sabia de cor o que iriam perguntar, parecia um gravador – filha já recebeu o Boletim? Ai de mim se tivesse uma nota vermelha – passava o mês inteiro tendo que estudar aquela matéria até ficar na ponta da língua.

No meu quarto tinha sempre que manter a cama arrumada, as coisas no lugar e se deixasse uma roupa largada no meio do caminho já era motivo para uma ladainha que não tinha tamanho.

Quando saia com minhas amigas vibrava de alegria porque estava tudo bem – era a menina exemplar, boa aluna, filha maravilhosa, educada e assim iam tecendo os mais variados elogios.

Cresci seguindo esses princípios que por um lado me ajudaram, mas por outro me criaram inseguranças, barreiras tanto na época de Faculdade como também no início da minha vida profissional.

Lembro que no meu primeiro emprego tinha medo de errar e ser chamada atenção e até de ser mandada embora. Esse medo fez com que muitas vezes não conseguisse progredir e até de correr em busca de novas oportunidades.

Com o tempo fui abrindo os meus olhos, criando mais confiança nas minhas ações e vendo que a vida é um jogo e vence quem melhor der as cartas.

Quantas vezes me olhava no espelho e via aquela menina sentada no balanço da praça, tímida, quieta e com o olhar fixo, imóvel que parecia estar passeando nas nuvens.

Aquela imagem não era mais real porque nesse espelho agora via uma mulher segura, vencedora e podendo dizer orgulhosa que:
- Erros. Todos nós cometemos. O importante é que nunca deixe o medo de errar impedir que você jogue as cartas da melhor maneira e procurando sempre acertar os passos na sua caminhada pela vida.

Irene Moreira
5ª Edição Imagem
ism_rs

segunda-feira, 16 de maio de 2011

" ADOLESCÊNCIA - BLOGAGEM COLETIVA FASES DA VIDA "





Esta é minha participação na Blogagem Coletiva Fases da Vida promovida pelos blogs ESPIRITUAL-IDADE da doce amiga Rosélia, PUBLICAR PARA PARTILHAR da amiga Rute e NAC0 ZINHA da amiga Gina.

Passamos para a 3a. Fase com o tema ADOLESCÊNCIA que é a fase de grandes mudanças, sentimentos nunca vistos e desejos nunca sentidos. Jovens cheios de sonhos achando que já são adultos, mas tem ainda um longo caminho a percorrer. Época de fazer descobertas, conhecer a si próprio, ao seu corpo, conhecer o sexo oposto,  enfim se relacionar, deixar correr seus sentimentos e sua sexualidade. Mesmo que tenha vivido a minha adolescência em outra época isso não muda com o passar dos anos.

Sonhos de uma menina adolescente

Tantas lembranças e recordações da turma do colégio, dos amigos do bairro, das festas e bailes onde rezava para ser convidada para dançar, do primeiro beijo, dos meus ídolos - Beatles, Roling Stones, Bee Gees, Elvis Presley, Queen e tantos outros que marcaram grandes momentos da minha adolescência.

"Não deixa morrer a criança que existe em você, pois todo ser humano tem dentro de si , uma criança, um adolescente e um jovem. As fases pela qual passamos em nossa vida nunca morrem e quando avançamos mais uma etapa sufocamos aquela que estava conosco.  A verdade é que o certo seria  juntá-la com a que a anterior.


Meus 18 anos
tanto tempo esperei
que o dia está chegando
e não sei o que farei.

Ahh ... com 18 anos
penso em tudo que farei
festas para alegrar a todos
e barrada não serei.

Ahh... com 18 anos
dirigir já posso
Faculdade vou cursando
e o tempo vai passando.

Ahh... com medo estou
Medo de crescer
pois adulta já sou
e por mim vou responder.


O tempo vai passar
Minha vida seguirei
e rapidamente aos 30 anos
formosa e madura chegarei.


Toda prosa se achando a Miss Brasil em tremenda pose ... Tempo bom onde tudo era festa e quando dava uma folga não pensava duas vezes e já estava pronta a caminho da praia.


 Entrei para o mercado do trabalho muito cedo, mas nem por isso deixei de viver os sonhos e desejos que todos os jovens  tem.  Agradeço por ter tido essa oportunidade que me tornou mais madura, independente e preparada para a vida.
A adolescência sadia é reflexo do berço onde nasceu , da infância que teve, pois ela é que se encarrega de preparar para crescer, se tornar adulto e preparar para o futuro.


Com minha sobrinha - Duas adolescentes
Como é maravilhoso ter a alegria das crianças, os sonhos de um adolescente, a coragem da juventude, tudo isso somado a experiência da maturidade. , desperte em você a alegria , os sonhos e a coragem e sua alma se renovará , reserve espaços em sua vida para reviver as fases de sua vida que estão adormecidas, você verá que vale a pena revive-las"



Meus amigos
Peço desculpas pelo atraso em postar a minha participação, mas devido a uma pequena crise de coluna não tive condições de estar muito ao computador. Agora já estou melhor e consegui terminar.
Sei que são  muitos blogs participantes e procurarei visitar a todos no decorrer da semana.









imagens da autora
e da google
ism_rs

terça-feira, 10 de maio de 2011

" Quero minha mãe !!! "


A casa estava escura, no vento forte a chuva desabou os vasos que estavam no parapeito da janela e parecia que o mundo estava desmoronando. Estava sozinha em casa e corri para o meu quarto esperando que meus pais chegassem logo.

Achava que já era dona do meu nariz e que mais um ano estaria completando dezoito anos, mas nessas horas não queria saber de maioridade e sim do chamego do papai e do colinho da mamãe.

Tinha pavor do barulho dos trovões e dos relâmpagos. A casa sem luz , tudo as escuras era um patinho fora d'água. Vivendo no mundo da internet o que mais poderia fazer no escuro do que ficar pensando em assombração.

Para chegar no quarto fui me arrastando pela escada que era um breu só. Estou deitada na cama e dela ninguém me tirava.

Estava tão nervosa que comecei a chorar e dizendo:
- Quero minha mãe !!! Mãe chega logo que estou com medo.!!!!

E ali fiquei até pegar no sono e quando acordei parecia que tudo não tinha passado de um pesadelo. O dia estava claro, não chovia mais lá fora e o cheirinho do café que estava entrando pelo quarto me deixou tão feliz porque sabia que a mamãe estava lá na cozinha preparando um delicioso café da manhã.

M@myrene
Imagem tumblr
ism_rs

Instagram

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails